sábado, 5 de junho de 2021

Cinco fatores que mostram a importância das marcas pessoais

Assista em http://bit.ly/Video134ProfAlbertoClaro

Pode levar anos para realmente ver como milhões de pequenas e grandes mudanças pós-pandêmicas em nossos clientes impactam nosso mundo e negócios. Uma das projeções resultantes é que haverá ainda mais importância das marcas pessoais nos próximos anos.

 

O que isso tem a ver com a pandemia e com você? Leia o que penso sobre o tema.

 

Antes de seguirmos, se você revira os olhos quando alguém menciona “marca pessoal”, você precisa reavaliar essa realidade. Ter presença, autoridade e reputação online para realizar seu trabalho é essencial e vou demonstrar isso por meio de cinco fatores que exponho aqui.


Ouça no Podcast



1. Impacto do trabalho remoto na mobilidade profissional

 



Milhares de empresas investiram muito dinheiro na otimização da força de trabalho recentemente remota. E, para muitos tipos de trabalho, funcionou muito bem (outros não, claro)! Muitos colaboradores nunca mais voltarão ao escritório.

 

Acho que isso anuncia um declínio ainda mais rápido na lealdade desses profissionais. Por que as pessoas permanecem em uma empresa? Porque gostam do ambiente de escritório? Porque gostam de ver os amigos? Para milhões de trabalhadores, não há ambiente de escritório, não há amigos ... pelo menos não por perto do cafezinho.

 

Muitos dos hábitos, vantagens e relacionamentos que mantinham as pessoas em um emprego estão desaparecendo e a próxima posição está a apenas um clique de distância. Você nem mesmo precisa se mover. A mobilidade profissional costumava ser baseada em redes e em quem você conhece. Mas neste novo mundo, acho que vai depender mais de quem te conhece.

 

Daí a nova importância das marcas pessoais, pois impacta a mobilidade ascendente nos próximos anos.

 

2. Pessoas trabalhando de forma fracionada

 

O futuro mundo do marketing exigirá muitos novos conjuntos de habilidades, especialmente nas áreas técnicas. Se percebe uma grande tendência na contratação de talentos fracionários. As empresas que não podem pagar especialistas em tempo integral podem comprar parte do tempo de uma pessoa por sua experiência em determinados tópicos, para diversificar as habilidades em qualquer departamento de marketing com os melhores talentos. E, claro, esses indivíduos também trabalharão remotamente.

 

Como consequência, há uma nova importância para as marcas pessoais à medida que nos posicionamos, nos anunciamos e nos vendemos de maneiras completamente novas. Nos últimos meses, vimos uma enxurrada de novos sites que oferecem serviços freelance em todas as bases de habilidades. É provável que isso evolua dramaticamente nos próximos anos.

 

Se você for conhecido, será contratado.

 

3. As marcas pessoais ajudam na diferenciação

 

Imagine uma seleção de currículos para preencher uma vaga de trabalho que você está oferecendo. Se todas as competências/habilidades de dois candidatos forem iguais, você prefere contratar uma pessoa que não tenha presença online ou alguém que poste conteúdo interessante e útil para o setor de atividade da sua empresa e que tenha seguidores engajados junto a ela?

 

É bem sabido que em setores como cinema, moda e celebridades em geral, seu “número de seguidores” pode determinar se você conseguirá o emprego ou não. Mas isso está se espalhando para muitas outras profissões. Não há dúvida de que, se você for “conhecido” e outro candidato a emprego não, você é quem provavelmente conseguirá o emprego.

 

Ser conhecido é um diferenciador poderoso. Isso mostra que você está usando as ferramentas online de forma eficaz e aprendendo como construir um público. Ter uma presença efetiva nas redes sociais é uma habilidade para a vida. Estou convencido de que o número de seguidores e artigos postados que você tem será fundamental para determinar se você consegue um emprego, com base na simples premissa de que as empresas estão ansiosas para garantir mais atenção e apelo. Claro que não se foque somente em números. Não vá comprar seguidores por aí, por favor. Erro básico. Eles devem chegar pelo seu conteúdo e pela sua autoridade no assunto.

 

Seja autêntico e verdadeiro. À medida que a verdade se torna uma mercadoria muito rara, a importância das marcas pessoais como faróis de confiança será importante e valorizada.

 

4. A sua marca pessoal pode ser seu único patrimônio


Certamente, em diversos momentos da  minha carreira, ela  foi salva pela minha marca pessoal. Afinal sou professor. E isso ajuda muito a criar autoridade nos temas que leciono na Universidade. 

 

Claro que trabalhei muito e fiz alguns movimentos de renovação, mas as pessoas me procuram porque sabem que podem contar comigo. Eles conheciam minha marca pessoal. Eu posto no meu blog todas as semanas seguidas sem parar. Tenho um podcast há anos. Cada vez que crio um conteúdo, é como fazer um depósito em minha carreira.

 

Minha marca pessoal é o meu maior patrimônio. E ninguém o pode roubar de mim.

 

5. Pode ser que mais nada importe

 

Ser conhecido no seu mercado não é apenas um fato da vida. É fundamental, principalmente no momento em que vivemos. Se você é conhecido e seus concorrentes não, você vence. E não há momento mais importante para ter essa vantagem do que agora.

 

Então este texto representa o meu pensamento sobre o estado atual das marcas pessoais. 

 

Se você quer trabalhar em sua própria marca, comece ainda hoje!


Prof Alberto Claro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...