sábado, 10 de abril de 2021

Endomarketing: o que é, sua importância e quem o faz acontecer?


Assista em 

Sempre falo sobre marketing aqui. Pretendo agora falar um pouco mais sobre um tema que é extremamente comum e importante nas organizações nos dias de hoje, principalmente em momentos de trabalho remoto e equipes autogerenciáveis: o endomarketing.

 

O Endomarketing é uma estratégia que visa a aproximação, retenção e encantamento dos colaboradores de uma organização, que são os principais responsáveis pelo sucesso dela. Podemos afirmar que são as estratégias de comunicação pensadas e criadas para os colaboradores, mas com a intenção de que, com isso, eles sejam vistos como clientes internos da empresa, reforçando a imagem da marca. Já falei para vocês do Employer Branding aqui antes.


Ouça no podcast


 

Basicamente é construir dentro do ambiente de trabalho uma imagem positiva para que  as pessoas que trabalham com você acreditem no que a sua empresa oferece. A ideia é que eles comprem a ideia da missão da empresa e dos seus produtos antes do cliente e consumidor final.





 

Um dos objetivos do Endomarketing, também conhecido como Marketing Interno (apesar de alguns teóricos divergirem nisso), é reduzir o turnover, ou seja, o índice de rotatividade da empresa. Mas, mesmo tendo conceitos teóricos diferentes, Endomarketing e Marketing Interno são ferramentas que conversam entre si. Muitas vezes até se confundem. O objetivo em comum de ambas é melhorar a comunicação interna organizacional, além de certa forma trabalhar o branding para os funcionários. Por isso podem e devem ser trabalhadas juntas e de maneira coordenada.

 

Não tem nada melhor do que trabalhar em um ambiente que faça você se sentir acolhido e valorizado, o tão desejado emprego dos sonhos. Não é mesmo?

 

As ações devem ser realizadas em conjunto com a equipe de marketing, na elaboração das estratégias, e o gestor de pessoas ou liderança, que conhece mais do que ninguém cada pessoa da equipe e o que ela precisa e espera da empresa. Bom, espera-se isso.

 

Imaginamos que, no caso de empresas médias e grandes, o RH e a equipe de marketing trabalharão juntas no Endomarketing da organização. Mas não necessariamente esses departamentos precisam existir para que isso aconteça.

Empresas de pequeno porte não têm especificamente profissionais que cuidam apenas dessas áreas. O responsável por implementar as ações internas de marketing pode ser o próprio gestor. Ele também pode contar com a ajuda de colaboradores que dão suporte a ele diretamente. Caso exista uma vertical dentro do marketing da empresa, já é suficiente para implementar o Endomarketing.

Independente do porte das empresas e da classificação do setor que cuidará disso, os responsáveis devem entender os perfis pessoal e profissional dos colaboradores. Também devem conhecer as tarefas, papéis e comprometimento de cada um.

 

Juntos, eles podem traçar o caminho ideal para o marketing institucional interno.

 

Mas não pense que o Endomarketing é apenas uma ação isolada feita esporadicamente. É algo que precisa ser feito diariamente para poder surtir efeito na vida de toda a equipe. Além disso, fazer o uso de vários tipos de ações em conjunto pode alavancar ainda mais os efeitos desejados.

 

Após pesquisar e entender a visão que as pessoas têm da empresa e conhecer o perfil delas, é o momento de traçar as estratégias de acordo com essas informações coletadas. Para vocês aqui indico algumas sugestões:

 

A organização deve focar em capacitação profissional, e com isso investir em cursos, workshops e auxiliar na conquista de certificações. Some a isso a implementação de um plano de carreira, pois todo profissional deseja crescer na carreira, por isso ter uma visão de onde ele pode chegar ajuda na motivação e no desempenho durante o trabalho.

 

Premiações ou bônus por metas alcançadas ou melhor desempenho mensal são estimulantes para quem atua na organização, pois se entende que a empresa valoriza o esforço e o trabalho da equipe. Mas essas bonificações precisam estar alinhadas com o perfil da sua equipe.

 

A grande dica é que o reconhecimento vai além de incentivo financeiro. Muitas vezes um simples elogio e agradecimento fazem uma enorme diferença na autoestima e motivação dos colaboradores. Com você não funciona?

 

Não se esqueça também de definir e avaliar as métricas dos resultados da equipe, para fazer os ajustes necessários e verificar quais ações podem ser melhor trabalhadas. Lembro: o que não se consegue medir não se consegue gerenciar. 

 

Não se esqueça de fazer pesquisas de satisfação e entender como está o feedback dos colaboradores em relação ao dia a dia da empresa. Isso também é essencial.

 

Ter uma equipe engajada e interessada em uma entrega de qualidade é fundamental para a perpetuação do seu negócio. 

 

Foque nisso!


Prof. Alberto Claro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...