segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Livro CONTEXTO REGIONAL DA BAIXADA SANTISTA

Capa-contextos-regionais

Este livro organizado por mim, possui os seguintes textos:

 

AUTORES

TEMAS

Julio Simões Filho

José Alberto Carvalho dos Santos Claro

Terceira idade como fator de desenvolvimento econômico e estimuladora da competitividade na cidade de Santos e região

Luciano Antonio Prates Junqueira

José Alberto Carvalho dos Santos Claro

Erika Costa da Silva Gaudeoso

Região Metropolitana de Baixada Santista: seus indicadores sociais e seu posicionamento competitivo

Víctor Hugo Martínez Ballesteros

Agenda Ambiental Portuaria: Uma visão institucionalista

Léo Tadeu Robles

Renata Oliveira de Carvalho

Aparecida Honório Dias

O Porto de Santos, a economia regional, vantagens competitivas regionais e a expansão das atividades portuárias.

Leandro Nunes de Castro

José Alberto Carvalho dos Santos Claro

Carlos Lamberti Júnior

Santiago Gonzalez Carballo

PLANO DE NEGÓCIOS E INCUBAÇÃO DE MICRO-EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA: Indicadores de Desempenho da Incubadora de Empresas de Santos

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Memória da educação

Edição Impressa 178 - Dezembro 2010

© ARQUIVO DO ESTADO

alt

Alunos de Ribeirão Preto em 1933

O Arquivo Público do estado de São Paulo acaba de lançar o sítio da internet Memória da Educação, direcionado a pesquisadores e interessados em história da educação paulista. O portal abriga documentos dos séculos XIX e XX. São mais de 20 mil imagens, mostrando atividades pedagógicas de escolas da capital e do interior e textos como os relatórios produzidos pelas delegacias regionais de ensino entre os anos de 1852 e 1943 e anuários do ensino do estado de São Paulo, que trazem um diagnóstico da realidade escolar no início do século XX. Algumas publicações foram digitalizadas na íntegra, como o livro Vinte anos de propaganda contra o emprego da palmatória e outros meios aviltantes no ensino da mocidade, de 1880, de Abílio César Borges, e a Revista Escolar, editada entre 1925 e 1927. O acervo está disponível em <www.arquivoestado.sp.gov.br/educacao>.

Google lança navegador de anatomia

de Gabriel

alt

O Google Body Browser ainda está em seus primeiros dias, mas nem por isso deixa de ser impressionante. O navegador do corpo humano se tranformará em breve em uma ferramenta indispensável para quem estuda anatomia, desde o ensino fundamental até o superior.

A interface é muito simples e fácil de usar. Existe apenas uma barra lateral que regula a transparência das partes do corpo humano. Esta transparência pode ser feita de dois modos: sobreposta e independente. A sobreposta despe o corpo humano como nós o vemos, gradualmente, até constar apenas o sistema nervoso na tela. Já o independente permite o controle da opacidade de cada sistema individualmente.

A função que mais impressiona, contudo, é a de busca. Basta digitar uma parte do corpo humano de algum dos 5 sistemas (nervoso, cardiovascular, digestivo, ósseo e muscular) analisados pelo programa e tal parte será destacada.

O webware deixa a desejar em dois pontos. O primeiro é a falta de um modelo masculino para estudos e a segunda é a limitação no que se diz respeito aos outros sistemas do corpo não trabalhados pelo aplicativo.

Baixe o Google Canary no Downloads INFO para acessar o Body Browser.

Clique aqui para ser levado ao browser de anatomia da Google.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Antartica inaugura primeiro bar conceito da marca

de Redação Mundo do Marketing

A Antartica inaugurará seu primeiro bar conceito no bairro da Lapa, Rio de Janeiro. O Bar da Boa contará com rodas de samba, mesas de sinuca e materiais que remetem ao logo da marca, como um cardápio congelado em alusão à refrescância da bebida, copos personalizados e abridores em formas de pinguim. Entre as atrações gratuitas que promoverão o lançamento estão Marcelo D2, no dia 17, e Mart’nália, dia 20. A novidade ocupará a esquina das ruas Mendes Sá e Lavradio e terá 370 m².

alt

Estação Espacial Internacional clica luzes noturnas de Las Vegas

Imagem mostra contraste entre iluminação e o deserto ao redor da cidade.
Foto foi feita enquanto estação se move a 7 quilômetros por segundo.

Do G1

 

Imagem divulgada pela Nasa mostra as luzes da cidade americana de Las Vegas, vistas a partir da Estação Espacial Internacional (ISS). A foto mostra contraste entre a iluminação noturna e o deserto que cerca a cidade. Las Vegas é considerada o ponto mais brilhante da Terra, por conta da concentração de luzes de seus hotéis e cassinos. A tripulação da estação faz a imagem com uma câmera operada manualmente, enquando a ISS se move a uma velocidade superior a 7 quilômetros por segundo em relação à superfície da Terra.

Imagem divulgada pela Nasa mostra as luzes da cidade americana de Las Vegas, vistas a partir da Estação Espacial Internacional (ISS). A foto mostra contraste entre a iluminação noturna e o deserto que cerca a cidade. Las Vegas é considerada o ponto mais brilhante da Terra, por conta da concentração de luzes de seus hotéis e cassinos. A tripulação da estação faz a imagem com uma câmera operada manualmente, enquando a ISS se move a uma velocidade superior a 7 quilômetros por segundo em relação à superfície da Terra. (Foto: AP/Nasa)

Universidade americana usa cães para reduzir estresse pré-prova

Universidade americana usa cães para reduzir estresse pré-prova

Iniciativa ocorreu na universidade de Tufts em Medford.
Quatro cães interagiram com estudantes em visita surpresa.

Do G1

Cães visitaram na terça-feira o campus da universidade de Tufts em Medford, no estado de Massachusetts (EUA), na tentativa de ajudar os alunos a reduzir o estresse durante o período de prova final.

Cães visitaram na terça-feira o campus da universidade de Tufts em Medford, no estado de Massachusetts (EUA), na tentativa de ajudar os alunos a reduzir o estresse durante o período de prova final. (Foto: Gretchen Ertl/AP)

Quatro cães interagiram com os alunos no campus da universidade de Tufts.

Quatro cães interagiram com os alunos no campus da universidade de Tufts. (Foto: Gretchen Ertl/AP)

Vídeo Crianças do Consumo

Criança e Consumo

O documentário Crianças do Consumo (ou Consumindo Crianças) – A Comercialização da Infância”, lançado em dezembro de 2008 pela MEF (Media Education Foudantion), nos EUA, aborda o problema do consumismo infantil naquele país.
O filme trabalha numa perspectiva de alerta geral sobre a publicidade e as estratégias de marketing das grandes empresas no intuito de transformar as crianças e a própria infância num grande buraco negro de consumo e eixo de influência da família. O estudo demonstra o enorme volume de gastos com pesquisas e produções midiáticas direcionadas ao público infantil, comerciais e animações, fast-food, automóveis, celulares etc., que são cada vez mais, feitos olhando a criança como principal consumidora ou “aliciadora” da família, no sentido de convencer os pais sobre como e no que gastar.
“Crianças de consumo, a comercialização da Infância”, mostra como as grandes corporações utilizam-se da infância para gerar lucros gigantescos, vendendo todo o tipo de produtos, muitas vezes, de forma desonesta, desumana e pouco ética, tornando-as vulneráveis na idade mais delicada de suas vidas.
Cada vez mais os brinquedos representam personagens de TV, reduzindo o poder de imaginação, deixando as crianças menos criativas. Cada vez mais substitui-se a brincadeira de rua pela tela de TV ou computador. Com isso as crianças estão tornando-se mais obesas e menos atentas. O número de casos de disfunção bipolar infantil é 4 vezes maior que há 30 anos atrás, sem falar em outras doenças crescendo assustadoramente nessa faixa etária como diabetes, depressão, hipertensão
Os comerciais de Fast-food, brinquedos, roupas, até mesmo automóveis para os pais são feitos utilizando-se de profissionais como psicólogos e antropólogos, desviando a ciência para uma única direção: o lucro.
Retirado de Um olhar fora da caixa e da ESPM.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Como os jovens de hoje consomem entretenimento?

do .::.Conectado ESPM.::. de biblioteca-rj@espm.br (Conectado ESPM)

Com o surgimento das novas tecnologias parece que uma nova tendência está vindo pra ficar. Acompanhe este vídeo desenvolvido pelo Pan Media Lab.
alt

terça-feira, 30 de novembro de 2010

50% das pessoas compram produtos piratas

Agência Brasil

O número de brasileiros que admitem ter comprado produtos piratas vem aumentando a cada ano e já chega a quase 50% da população.

A informação faz parte da pesquisa Pirataria no Brasil, Radiografia do Consumo, divulgada hoje (30) pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomercio RJ).

O levantamento anual, feito desde 2006, apontou que 48% dos entrevistados disseram ter comprado algum produto pirata em 2010. Em 2006 o percentual era de 42%. A maior parte adquiriu CDs (79%) e DVDs (77%). Também aparecem na lista de compra óculos, calçados, bolsas, tênis, relógios, roupas e brinquedos.

Brasil tem 190.732.694 habitantes

image

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Internet só perde para TV durante eleições

Vinicius Aguiari, de INFO Onlinealt

A internet foi o segundo meio de comunicação mais utilizado pelos eleitores para se informarem durante as últimas eleições.

De acordo com um relatório divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral, 9,9% dos eleitores recorreram á web na hora de buscar informações sobre seus candidatos. A internet deixou para trás meios tradicionais, como o jornal impresso (6,4%), o rádio (4,2%) e as revistas (0,7%).

A televisão ainda continua a ser o canal mais popular entre os eleitores, com 56% da preferência. Outros 18,4% dos eleitores preferem conversar com amigos e parentes para orientar seus votos.

Com a reforma eleitoral, essa foi a primeira vez que políticos puderam usar as redes sociais para realizar campanha.

Kroton Educacional: matrículas deficitárias podem abater ações na bolsa

HSBC liga sinal amarelo e rebaixa papéis após negativos no terceiro trimestre

Mirela Portugal, de EXAME.com

O desempenho da Kroton Educacional (KROT11) durante o terceiro trimestre não convenceu. A conclusão é do HSBC em análise do resultado trimestral da companhia, divulgado nesta segunda-feira (29). As incertezas levaram ao rebaixamento da recomendação das ações de overweight (alocação acima da média do mercado) para neutro (alocação em linha com o mercado).

Um dos maiores grupos educacionais do país, a Kroton foi abatida pela diminuição do número de alunos matriculados, que resultou em receita líquida de 159 milhões de reais no terceiro trimestre, 5,8% menor que a expectativa do HSBC. O preço-alvo da ação foi mantido em 19,50 reais, com retorno potencial de 7%.

“O padrão diferente revela mudanças em curso no segmento de ensino superior da empresa, que precisam ser monitoradas pelos investidores”, diz o analista Luciano Campos. “As incertezas sobre o desempenho das matrículas e os verdadeiros níveis de custos e despesas não sustentam um aumento em nossa avaliação”, complementa.

Entre as possíveis explicações para a diminuição do número de alunos (a diferença entre o segundo e terceiro trimestre chegou a 3%), o HSBC lista a absorção dos empreendimentos Pitágoras e IUNI. “Ainda há muito ainda há muito a aprender sobre o segmento de ensino superior, em nossa opinião”, finaliza o analista.

Fonte: Exame.com

EDITAL MCT/CNPq/MEC/CAPES Nº 68/2010

Objetivo: Apoiar e incentivar a editoração e a publicação de periódicos científicos brasileiros, em todas as áreas do conhecimento, sendo considerado prioritário o apoio às revistas divulgadas por meio eletrônico, na Internet,em modo de acesso aberto, ou de forma impressa/eletrônica simultaneamente.
Inscrição: Até às 18h do dia 8 de dezembro de 2010.
Esclarecimentos e in

 

formações adicionais acerca do conteúdo do edital e preenchimento do formulário de proposta online podem ser obtidos encaminhando mensagem para o endereço eletrônico editoracao@cnpq.br.
O atendimento a proponentes com dificuldades no preenchimento do Formulário de Propostas Online será feito pelo endereço suporte@cnpq.br ou pelos telefones (61) 2108-4566 ou 2108-9354, de segunda a sexta-feira, no horário de 8h30 às 18h30.
Link: http://www.cnpq.br/editais/ct/2010/docs/068.pdf

Classe D cresce em relação à A na universidade

No ensino superior, alunos provenientes da classe D já contabilizam o dobro dos da classe A, é o que informa o site Agência Estado.

De acordo com um estudo publicado pelo instituto Data Popular, no ano de 2002, 180 mil estudantes da camada D estavam matriculados em universidades públicas e privadas do país. Em 2009, eles somavam 887,4 mil.

A pesquisa apontou que o segmento mais rico reduziu pela metade o ingresso em faculdades no mesmo período, totalizando apenas 423, 4 mil graduandos.

“Cerca de 100 mil estudantes da classe D ingressaram a cada ano nas faculdades brasileiras entre 2002 e 2009. Hoje temos a primeira geração de universitários desse estrato social", observa Renato Meirelles, sócio diretor do instituto e responsável pelo estudo.

O estudo, realizado a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, revela também que as classes C e D respondem atualmente por 72,4% dos estudantes universitários.

São considerados estudantes de classe D aqueles com renda mensal familiar entre R$ 510 e R$ 1.530. Já na classe A, a renda é aproximadamente R$ 10.200.

De acordo com Meirelles, a mudança de perfil deve ter impactos no mercado de consumo em médio prazo, pois o maior nível de escolaridade poderá tornar esse segmento social, que é a grande massa consumidora do país, mais exigente.

Fonte: Baguete

Campanha de Natal do Pão de Açúcar mira na sustentabilidade

de Portal da Propaganda

... aproveitem o momento do encontro com amigos, os atos de presentear, as delícias da ceia e não se esqueçam do consumo consciente e do meio ambiente. ...

Os problemas das compras coletivas na internet

do Gizmodo Brasil de Felipe Ventura

alt

O fenômeno das compras coletivas estourou no Brasil este ano: depois que o Peixe Urbano foi lançado, diversos sites apareceram com a mesma proposta - reunir, através da internet, um número mínimo de pessoas para oferecer grandes descontos em produtos e serviços. Esses sites mobilizam milhões de internautas no Brasil, mas quem usa seus serviços pode ter dores de cabeça: ofertas mal explicadas, atrasos na entrega e até discriminação - então veja os cuidados a se tomar nas compras coletivas.

O IDG reuniu as reclamações contra sites de compra coletiva feitas no site Reclame Aqui. Até sexta-feira, o Groupon/Clube Urbano, ClickOn e Peixe Urbano tinham 608, 528 e 463 reclamações, respectivamente. Clubes de compra têm número maior: o Privalia conta com 2.160 reclamações, enquanto o Brandsclub tem 2.099.

O caso seguinte é um dos cinco detalhados pelo IDG:

Em 9/11, às 8h46, um consumidor relatou a experiência de ter comprado, para a esposa, uma sessão de tratamento de beleza num salão do Rio de Janeiro. Diz ele que, depois que se identificou como portadora de voucher do Peixe Urbano, foi tratada de forma discriminatória. “Lá vai o peixe... Esses peixes não são fáceis... Esses peixes só dão trabalho... Vamos fazer um meia boca nesse peixe e tá muito bom”, disseram as atendentes, segundo o consumidor. “O ponto alto do ato discriminatório foi quando minha esposa foi proibida de retornar à cadeira a qual ela iniciou o tratamento porque ela era ‘peixe’, conforme disse um funcionário”, relembrou.

Ou seja, a empresa decidiu oferecer descontos pelo Peixe Urbano e mesmo assim tratou o cliente com preconceito - o cliente que correu atrás da oferta e pagou por ela. O Peixe Urbano respondeu pedindo desculpas e dizendo que encaminharia a reclamação para a empresa. A responsabilidade foi da empresa, não do site de compra coletiva, mas é um risco que o consumidor pode correr. Os outros casos envolvem oferta mal explicada, atrasos e cancelamentos, validade expirada de vouchers e até empresa que fechou as portas - vale a pena ler todos no IDG.

Claro, muitos dos milhões de participantes das compras coletivas até hoje no Brasil devem ter saído satisfeitos, mas é bom tomar alguns cuidados: segundo Mariana Alves, advogada do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), vale checar se o site de compra coletiva fornece CNPJ, endereço e telefone, além de salvar a página da oferta e da confirmação da compra. E, claro, sempre checar os termos da oferta e o prazo dos cupons, evitando compras por impulso - dependendo do caso, nem vale a pena participar de uma promoção.

Eventos esportivos–realmente um bom negocio…para quem der a largada agora

image

image

sábado, 27 de novembro de 2010

Aluguel automático de bicicletas está prestes a virar realidade em São Paulo

Santos é uma cidade que deveria iniciar estes estudos, até pelas ciclovias que tem e que estão ficando prontas.

do Gizmodo Brasil de Felipe Ventura

alt

Várias cidades europeias têm um sistema de empréstimo automático de bicicletas. Funciona assim: a estação de aluguel da bike tem uma máquina, onde você paga pelo empréstimo, e uma barra, onde ficam presas as bicicletas. Elas são liberadas pela máquina mediante pagamento - não tem ninguém mediando o empréstimo, tudo é automático. Existem várias estações como essa pela cidade: você anda com a bicicleta e depois pode devolvê-la em outro posto. Nós adoramos o sistema de Barcelona, por exemplo. E São Paulo está prestes a ganhar um sistema assim, graças a dois alunos da Universidade de São Paulo.

Conversei com Mauricio Villar, que, junto a Maurício Matsumoto, teve a ideia que levou ao PedalUSP. Eles são formados em engenharia mecatrônica pela USP e fizeram intercâmbio na França. Eles moraram em cidades que ofereciam o sistema de empréstimo automático de bicicletas, e resolveram fazer seu trabalho de conclusão de curso na área, bolando um sistema que funcionasse no Brasil. E graças ao Propesc, programa que busca, na própria USP, projetos e ideias na área de sustentabilidade, o TCC começou a virar realidade.

O projeto demonstrou em agosto seus primeiros protótipos na Cidade Universitária, zona oeste de São Paulo - e, de acordo com o Mauricio, teve receptividade acima do esperado. Um dos protótipos segue abaixo:

alt

O sistema deve ser instalado na USP a partir de janeiro de 2011, ainda em caráter experimental. Serão apenas duas estações com quatro bicicletas, número que deve crescer para dez estações e cem bicicletas com a expansão do projeto, sem data definida.

O Mauricio conta que, como a ideia é que a bike seja usada para trajetos curtos - da aula para o almoço, por exemplo - o empréstimo será gratuito por apenas 20 minutos. Se o usuário não a devolver nesse período, ficará um ou mais dias sem poder pegar bicicletas emprestadas. Só haverá multa em dinheiro (de R$300) se a bicicleta não for devolvida em 24 horas. Mas, diz Mauricio, estes critérios podem mudar à medida que o projeto é implementado.

Para evitar que bicicletas sejam furtadas, elas contam com chip identificador (não é GPS!), que mostra quem está com a bicicleta ou em qual estação ela se encontra. As bikes serão diferentes das comerciais, para não retirarem peças dela (como o banco). E deu-se atenção especial à trava eletromecânica da bike, que a prende na estação. As estações de empréstimo também têm câmeras de segurança e estão localizadas em locais estratégicos: tanto de fácil acesso para os usuários, como próximos a guaritas da universidade.

alt

Inicialmente, segundo Villar, o sistema será exclusivo para alunos, funcionários e docentes da USP. Além disso, as bicicletas só poderão ser usadas dentro do campus - novamente, a ideia é usá-las para trajetos curtos. Com mais recursos, o sistema poderá ser expandido, aberto para quem não é ligado à USP, e inclusive ser integrado à estação de trem próxima à universidade. Para implementar e expandir o PedalUSP, que tem custo estimado de R$500 mil, os coordenadores do projeto buscam parceiros e patrocinadores. O Mauricio me disse que eles já estão em conversas com a iniciativa privada, e a própria USP pode financiar parte do projeto.

Já existem iniciativas semelhantes a esta em outras cidades, como Rio de Janeiro, Blumenau e João Pessoa. Então esperamos que o PedalUSP seja ampliado e inspire iniciativas semelhantes em São Paulo: afinal, como pode confirmar o próprio Pedro - que vai pra sede do Gizmodo Brasil, no centro da cidade, de bicicleta - andar de bike em Sampa é, sim, possível. [Pedalusp; Imagens: Divulgação]

Release à imprensa do PedalUSP

Quase 10 milhões de lares assistem TV paga no Brasil

Sem título

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Pedagogia do futuro?

Geração Z, altamente interativos e conecetados.
E daí?
Estamos preparados para recebê-los no mundo do trabalho e em uma sociedade desigual?
Ou melhor: estamos os preparando para isso?

Blog português sobre Marketing–Jorge Remondes

Além de um cara simpático, é um ótimo pesquisador.
Conheça seus pensamentos sobre marketing.
image

A História do Google (legendado) - The Google Story HD


Do Blog de meu amigo Jorge Remondes, de Portugal.



XIV Congresso ALTEC 2011 em Lima - PERU–Datas para envio de papers

image
Com relação ao XIV Congresso ALTEC 2011, em Lima - Peru, temos as seguintes datas para sumissão de papers:

• Envio de resumos através da web do Seminário, a partir de: 15 dez 2010
• Prazo para recebimento de resumos: 15 de fevereiro, 2011
• Notificação de aceitação dos resumos: 31 de março de 2011
• Recebimento de trabalhos completos, a partir de: abril 2011
• Prazo para submissão de trabalhos completo: 30 mai 2011
• Informação para Autores de trabalhos sobre a aprovação e alterações: 31 de julho de 2011
• Prazo para a recepção da versão final dos trabalhos: 31 de julho de 2011
• Prazo para a recepção de pedidos de registo de Autores: 30 de agosto de 2011
• Desenvolvimento do evento: 19, 20 e 21 de outubro de 2011
No próximo mês será disponibilizado na Web o sítio e as orientações para submissão de resumos e trabalhos completos.

Glossário Sustentável

Veja a publicação

GUIA PARA A SUSTENTABILIDADE

do CASA SUSTENTÁVEL de Arch. Roberto Jonás Steneri

alt
Este livro “O guia básico para a sustentabilidade” é do Brian Edwards, a editora é G. Gili 2008. Claro que tem uma impronta inglesa, a primeira edição foi publicada pelo RIBA Royal Institute of Architects. Ë uma “bibla” verde permitanme a heresia. É um livro para ser comprado e leido, é tido como livro de consulta.
O meio ambiente suporta muitas pressões as que vemos nas grandes metrópoles como Cidade de México e São Paulo, se não há uma grande virada na atitude do homen o livro mostra o pior panorama para o ano 2050, dentro de pouquíssimos 40 anos: ar irrespirável, água não boa para beber, resíduos impossíveis de gerenciar, combustíveis fósseis esgotados, em resumo um planeta inhabitável.
Temos nele muita informação sobre a teoria da sustentabilidade com suas diversas correntes de opinião e de pesquisa, os diferentes sistemas de avaliação e certificação das edificaçõoes.
O livro aborda questões apaixonantes por exemplo como debe ser o aprendizado da arquitetura sustentável, não como uma cadeira mais num plano de estudos da faculdade, e sim com foco abrangente que começa já com o fato que o prédio da faculdade é sustentável, é mesmo um descaso ensinar sustentabilidade num prédio que não é sustentável. O ótimo é que todas as cadeiras desse plano sejam sustentáveis: o ateliê de projetos, a resistência de materiais, a história da arquitetura e assim por diante.
E toca outras como os recursos, a mudança climática e o aquecimento global, energias renováveis, estratégias de desenho e construção, ferramentas de gestão ambiental; todos estes pontos explicadinhos com exemplos de sucesso.

Alunos e professores do Mestrado da UNISANTOS lançam publicação sobre sustentabilidade


Sob organização do professor doutor João Eduardo Prudêncio Tinoco, a Editora Leopoldianum lança o livro Olhares da Sustentabilidade, com artigos de alunos e professores do Mestrado em Gestão de Negócios.
Entre os autores está o Prof. Alberto Claro.
A obra tem o objetivo de contribuir para a compreensão dos diversos olhares da sustentabilidade, onde as questões econômicas, sociais, ambientais e éticas devem ficar evidentes nos processos e estratégias organizacionais, inspirando as atividades e os negócios das empresas.
Entre os assuntos apresentados, estão as oportunidades e a qualidade de vida em Santos, os desafios das empresas frente às mudanças climáticas, redução da pobreza e crises no mercado financeiro, logística sustentável e Agenda Ambiental Portuária em Santos.
Acesse essa e outras publicações no site da editora www.unisantos.br/edul.
Fonte: Unisantos

Na moda e consciente!

Eco Bag para vestir: dois-em-um da moda

do amenidades do Design . blog de Carol Hoffmann


Produtos que servem a mais de uma função... Simplicidade, Beleza e funcionalidade, funcionalidade, funcionalidade :-)) para mim estas são as principais características que um bom projeto deve levar em onsideração, além de, obviamente, chamar a atenção tornando o projeto mais interessante aos olhos do consumidor!!
O "Wear Me Bag" criado por Rotem Lewinsohn é um projeto de aparência humilde mas que esconde um engenhoso, e ao mesmo tempo simples, pensamento a partir das suas funcionalidades e de observações do cotidiano.
A ideia para esta peça de Lewinsohn veio quando estava no supermercado, decidindo a forma como iria transportar todos os alimentos... pronto! Tire o colete :-)) Funcional e divertido...

Realmente…isso não se faz!

Marketing de guerrilha em uma cidade em guerra: péssima ideia

alt
Esse tal "marketing de guerrilha" é um movimento interessante da publicidade, e pode ter resultados bem bacanas, mas colocar caixas misteriosas em locais públicos de uma cidade em estado com medo de guerrilhas (as de verdade) não é o que você pode classificar exatamente como um case de sucesso.
Duas caixas misteriosas foram deixadas em duas praças de Ipanema, no Rio de Janeiro, como parte de uma ação de "marketing de guerrilha". Segundo o Meio&Mensagem, a ação era um teaser sobre a promoção Avião do Faustão. "A ideia da agência era mostrar que o Avião do Faustão está tão carregado de prêmios que alguns deles estão até caindo do céu", diz o texto do M&M.
Mas não deu certo. As caixas não estavam identificadas, e apareceram em um momento horrível — na manhã de ontem, dia 24, sendo que os conflitos que estão se desenrolando neste momento na sede das Olimpíadas de 2016 se iniciaram apenas poucas horas antes, na noite do dia 23. A população ficou com medo que pudessem ser explosivos, denúncias foram feitas, e em pouco tempo as ruas próximas foram interditadas, e um esquadrão anti-bombas estava explodindo as inocentes caixas, que continham apenas uma chave em cada uma. Ô lôco, mêo! Não espere ver isso no próximo Domingão.
[Brainstorm #9, O Globo, Meio&Mensagem Online] [Imagem: O Globo / Guilherme Pinto]
Fonte: Gizmodo Brasil de fabiobracht

Adidas Facebook e Twitter - novidade em co-branding

Adidas Facebook e Twitter
alt
Interessantes modelos unindo 3 marcas. Uma bem tradicional e linear e duas oriundas de um mundo novo e interativo.

A adidas se mostrou realmente ligada na web, além de ter feito um trabalho muito bom em questão de combinação de cores e elementos do design das duas redes sociais.
Excelente exemplo de co-branding

alt

alt



fonte

Filme Ilha das Flores antecipando o movimento do Consumo Consciente, décadas atrás

Quem já não ouviu falar do famoso curta metragem Ilha das Flores, de Jorge Furtado.
ETERNO, CHOCANTE, IMPACTANTE.
É sempre bom relembrá-lo.

Consumo Consciente já!

Portal de educação ambiental disponibiliza vídeos e atividades para escolas

Portal de educação ambiental disponibiliza vídeos e atividades para escolas: "

O portal Cultura Ambiental nas Escolas, desenvolvido pela Tetra Pak, já existe há um ano e para comemorar a data foi lançado o filme educativo Carbono e Metano. As duas móleculas, representadas por atores, são os personagens principais de uma história que apresenta, de forma lúdica, o tema sustentabilidade, tendo como contexto a discussão sobre o aquecimento global. O site também traz outros filmes, como Quixote Reciclado, em torno da questão do lixo e da reciclagem, além de documentários como Silvestre não é PET, sobre a conscientização acerca do problema dos animais silvestres mantidos em cativeiro como bichinhos de estimação.

Também estão disponíveis no portal materiais didáticos para professores, que precisam fazer um cadastro gratuito para ter acesso, e uma sessão para os alunos, com diversos conteúdos multimída voltados à compreensão da importância da preservação ambiental. Para atrair a atenção das crianças e dos adolescentes, o site oferece dois jogos relativos à coleta seletiva, com o ranking de pontuação dos melhores jogadores.

Na seção Caderno do Professor, há material de apoio para os educadores e as instituições de ensino. O portal oferece vários recursos para tornar as aulas sobre educação ambiental mais lúdicas e divertidas, com grande volume de informações. Vale uma visita! Dê uma olhada no portal, aplique as atividades sugeridas e volte aqui para nos contar o que achou da iniciativa.
"

Universia Brasil cria biblioteca virtual

Universia Brasil cria biblioteca virtual: "
O Universia Brasil inaugurou o hotsite Universia Livros, uma biblioteca virtual que disponibiliza, gratuitamente, versões digitalizadas de obras literárias nacionais e internacionais.

A ação faz parte de um projeto de popularização da leitura promovido pelo Universia Brasil (www.universia.com.br), rede de cooperação universitária que também possui um portal de notícias voltado a vestibulandos, universitários, pós-graduandos e docentes.

Por meio do endereço http://livros.universia.com.br/, os usuários podem, sem necessidade de cadastro, acessar e baixar as obras. Entre os autores de destaque do hotsite encontram-se Machado de Assis, Aluísio Azevedo, Raul Pompéia, Castro Alves e Ruy Barbosa, entre outros.
"

Dica de Blog–A Esperança da Caixa de Pandora

Este blog publicado pela minha ex-aluna e orientanda Babi Arruda, Jornalista e Marqueteira (como ela diz).
Vale a pena uma visita!

image

Brasil já tem 246 sites de compras coletivas pela Internet

O pessoal gosta mesmo de consumir!
Por isso que a pesquisa apresentada hoje pelo Ministério do Meio Ambiente precisa ser visto com cautela. Minha opinião!

Getty Images
Brasil já tem 246 sites de compras coletivas
Número saltou de 51, em outubro, para 246, em novembro; salto de 482% em menos de dois meses
alt
SÃO PAULO – O Brasil já conta com, pelo menos, 246 sites de compras coletivas. O número é do site especializado no setor, Bolsa de Ofertas.
Segundo o site, a maioria dos novos sites tem surgido em cidades de porte médio, com mais de 200 mil habitantes.
Por outro lado, as capitais apontam uma outra tendência para o segmento, a da segmentação. “Nas grandes cidades, principalmente as capitais dos estados, novos sites de compra coletiva ainda estão surgindo com força. Isto mostra que há bastante espaço nos grandes centros.  A maioria se concentra nos mercados da capital e grandes cidades do interior do Estado de São Paulo. Não ficam para trás  cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Salvador, Florianópolis, Recife e Fortaleza”, aponta o Bolsa de Ofertas.
Até o início deste ano, os sites de compra coletiva eram desconhecidos pela maioria dos brasileiros. O primeiro a estrear no mercado foi o Peixe Urbano, seguido do ClickOn, do espanhol Groupalia, e do de origem americana Clube Urbano.
Segundo o Bolsa de Ofertas, no dia 12 de outubro, o país contava com 51 sites desse tipo. Já em 12 de novembro, eram 111 endereços de sites de compra coletivas registrados no país.
alt
Vinicius Aguiari, de INFO Online

Para brasileiro meio ambiente é prioridade

image
Ainda sobre a Pesquisa Sustentabilidade Aqui e Agora (me lembra algo no passado televisivo brasileiro).

Atlas das Migrações Portuguesas

Atlas das Migrações: ""



Muito interessante!

Lá se pensam, cá se fazem. Novo projeto em Portugal

Lá se pensam, cá se fazem. Novo projecto.: "
FAZ, ideias de origem portuguesa, é uma iniciativa dirigida à diáspora portuguesa. Sabe-se que existem 2,3 milhões de portugueses no mundo, nascidos em Portugal, e que se contarmos com os descendentes, a soma aumenta para os 5 milhões.

Eu sou um deles!

Com o mote “Lá se pensam, cá se fazem”, FAZ desafia esses 5 milhões a conceberem, um projeto de empreendedorismo social a concretizar em território português. No fundo, FAZ é um concurso de ideias, mas também um apelo aos talentos da diáspora portuguesa para que se mobilizem no sentido de construírem o futuro da comunidade que é de todos.


Projecto FAZ. Lá se pensam, cá se fazem.


"
Fonte: Fundação Golbenkian

O Uso das Redes Sociais na Internet pelos Estudantes de Pós-Graduação Lato Sensu de Uma Universidade Confessional

Artigo publicado na Revista GESTÃO E DESENVOLVIMENTO/FEEVALE.
Leia o resumo do artigo, de autoria minha e de Mariana de Oliveira Fernandes Torres.
A tecnologia vem evoluindo de forma exponencial, oferecendo novas ferramentas de comunicação que estão revolucionando a interação entre os indivíduos. Dentre estas ferramentas estão às redes sociais, cada vez mais presentes no cotidiano de pessoas de diferentes idades e classes sociais. O objetivo desta pesquisa é investigar um dos diversos aspectos desta revolução antropológica ocasionada pelo avanço tecnológico mostrando como estudantes de cursos de pós-graduação lato sensu, de uma Universidade Confessional, fazem uso das redes sociais a fim de construir coletivamente seu conhecimento, seja em nível pessoal, acadêmico ou profissional. O método inicial foi à elaboração de uma revisão bibliográfica que identificou os aspectos que definem as redes sociais somados à descrição da evolução que nos trouxe a esta forma de relacionamento. A pesquisa exploratória utilizou a técnica survey, somando-se a uma revisão bibliográfica que identificou os aspectos que definem as redes sociais bem como à descrição da evolução que nos trouxe a esta forma de relacionamento. A amostra do estudo é do tipo não-probabilística, selecionada por conveniência, formada inicialmente por 364 alunos de cursos de pós-graduação lato sensu, que receberam uma única mensagem eletrônica (email) individual. Na análise dos dados foi utilizado o software SPSS Statistics 17.0 para a estatística descritiva dos dados da caracterização da amostra. Os questionários recebidos e validados permitiram verificar que são inúmeras as possibilidades de exploração graças à variedade de público que utiliza as redes sociais e o enorme fluxo de informações que nelas circulam.

Redes Sociais na escola: por que não?

Interessante temática.
Tive um artigo publicado em Agosto em uma revista científica que aborda o uso das redes por alunos de Pós-graduação.

Interessante para comparações

Sacolas de Plástico – discurso e prática

Em uma notícia dada pelo portal da INFO hoje afirma que a proibição do uso de sacolas plásticas para carregar compras é aprovada por 60% da população, segundo a pesquisa Sustentabilidade Aqui e Agora, feita pelo Ministério do Meio Ambiente em parceria com o Supermercado Walmart.
Veja a notícia aqui
População aprova proibir sacolas plásticas
Em minha opinião, creio que as pessoas sendo pesquisadas ou entrevistadas sempre têm tendência em dar respostas positivas ou que não representem a contra maré do que a mídia diz no momento, e afirmariam que são a favor do fim das sacolas.
Mas, partir deste discurso para a prática são outros “quinhentos”.
O que se vê é a “farra do plástico” correndo solta por aí.

Um software para ajudar você a estruturar o seu plano de negócios

Este aplicativo extraí da INFO.
Para download. Vale a pena conhecer.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...