sábado, 7 de agosto de 2021

O que é uma marca generosa?

Assista em https://bit.ly/Video143ProfAlbertoClaro
Quero apresentar como você, sua equipe e sua marca podem ser mais generosos com seus clientes, colaboradores  e comunidade. E será em duas etapas. Primeiro explico o que é uma marca generosa e depois como você pode fazer da sua marca um exemplo de generosidade.

 

Por quê? As pessoas estão se sentindo puxadas por uma tensão entre antecipação e ansiedade. Por um lado, as pessoas estão ansiosas para voltar a viver normalmente. Todas empolgadas com os sorrisos, cheiros e sons dos quais eles estiveram longe por tanto tempo.

 

Por outro lado, elas estão ainda preocupadas com sua segurança, o retorno do tráfego e do deslocamento diário e a perda de flexibilidade no trabalho que ganharam no ano passado. As pessoas desenvolveram novos hábitos positivos durante a pandemia, incluindo valores reorientados e ritmos repriorizados. E eles querem ter certeza de que essas novas rotinas serão protegidas conforme suas vidas ficarem mais ocupadas novamente.


Ouça no Podcast


 

A segunda pandemia. Pesquisas médicas preliminares sugerem que entre 20% e 30% das pessoas infectadas com Covid-19 desenvolveram alguma doença mental 90 dias após a infecção com aumento na proporção média de adultos que relatam ansiedade e/ou transtornos depressivos.

 

Acho que estamos de volta a Charles Dickens, "Foi o melhor dos tempos, foi o pior dos tempos ...". 

 

Aqui está o que tudo isso me diz. Você e eu, assim como nossos colegas de trabalho e clientes, todos precisamos de generosidade mais do que nunca.  Precisamos ser generosos conosco. Precisamos que os outros sejam generosos conosco. E precisamos ser generosos uns com os outros. 

 

Que oportunidade para as marcas! 




 

Esteja você voltando ou não para um ambiente de escritório ou continuando a trabalhar em casa, quero encorajar você e sua marca a fazer da generosidade uma prioridade e um hábito. Não para fins de marketing! Para fins humanos . 

 

Quando muitas empresas falam sobre servir aos outros em sua comunidade e fora dela, costumam usar a frase "retribuir".  Em geral, retribuir é uma coisa boa; no entanto, ele vem com alguns problemas. 

 

O primeiro problema em retribuir é que isso implica que você tem dinheiro ou tempo em excesso. No entanto, para muitas pessoas e empresas no mundo, eles não recebem o suficiente para doar. Eles passam seus dias simplesmente tentando sobreviver.

 

O segundo problema em retribuir é que pode fazer mais mal do que bem. Sou um grande apoiador e fã de empresas que “retribuem” - sou abençoado por trabalhar para uma e ser voluntário em outra. Mas passei a acreditar que a generosidade é uma ideia muito maior. É uma oportunidade muito mais prática para a maioria das pessoas e empresas. Algumas das pessoas mais generosas que conheci tinham pouco a dar. Mas eles exalavam bondade, cuidado e serviço. Eles colocam as necessidades dos outros acima das suas. 

Sua marca pode ou não ser capaz de retribuir, mas pode ser generosa. Agora, vamos dar uma olhada nas duas etapas que sua empresa pode seguir para enquadrar e ativar sua generosidade para obter o máximo impacto.

 

Primeiro, encontre seu foco


Quantas organizações sem fins lucrativos você acha que existem em sua cidade?  Que tal no seu país? E no mundo? Ninguém sabe ao certo, mas as estimativas relatam que existem pelo menos 10 milhões de organizações de caridade em todo o mundo. 

 

O primeiro passo em direção à generosidade da marca é o foco . Não tente servir a toda e qualquer organização sem fins lucrativos ao seu redor. E não deixe a conveniência determinar onde você serve. Uma forma estratégica de atingir esse foco é fazer parceria com organizações sem fins lucrativos que servem a uma causa relacionada à sua missão, história de origem ou valores. 

 

Conectando os pontos de generosidade da marca

 

Se você dirige uma empresa de serviços de marketing, talvez possa fazer parceria com organizações para ajudar a conscientizar ou ser uma voz para pessoas invisíveis ou ignoradas, doenças ou injustiças. Se você é um fabricante, talvez possa fazer parceria com organizações para garantir práticas ambientais seguras e impacto. Se você trabalha no ramo de serviços alimentícios, talvez possa trabalhar com organizações sem fins lucrativos locais para eliminar a insegurança alimentar em sua cidade. A chave é encontrar seu foco. 

 

Aqui estão algumas perguntas para ajudar sua empresa a encontrar o foco: 

  • Qual é a missão da sua organização? 

  • Existe algo ligado ao passado do seu fundador (ou CEO) que pode servir como um guia? 

  • Existe uma causa ligada ao seu setor que você poderia apoiar e ajudar a levar adiante o processo? 

  • Existe um problema local ou necessidade que você possa ajudar a resolver? 

 

Já tem uma boa tarefa de casa para pensar. Semana que vem eu volto com a segunda etapa: como você pode fazer da sua marca um exemplo de generosidade.


Prof. Alberto Claro


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...