sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Universidades paulistas têm aumento de 34% de alunos

Preços baixos, em um primeiro momento, parecem ser uma coisa boa para os alunos.
Mas só um alerta: NINGUÉM FAZ MILAGRES. Educação de qualidade custa caro. Seja ela em uma Insituição Privada ou Pública.
Olho vivo!!!
Alberto

________
Impulsionadas principalmente por uma guerra de preços nas mensalidades em São Paulo e por promoções, as cinco maiores universidades do país - Unip, Estácio de Sá, UniNove, UniBan e Universidade Salgado de Oliveira - registraram, de 2004 para 2006, aumento de 34% no número de alunos na graduação.O crescimento é quase o triplo do verificado para o total das instituições de ensino superior (12%) e mais que o dobro do total das particulares (16%), de acordo com o Censo da Educação Superior do Inep (instituto de pesquisa e avaliação do Ministério da Educação). A principal explicação para o crescimento das grandes, segundo especialistas, é a redução nas mensalidades. "Algumas cortaram custos demitindo professores experientes e com salários maiores", diz o professor da Unesp João Cardoso Palma Filho, membro do Conselho Estadual de Educação de São Paulo.Com isso, pesa a questão da qualidade. "A expansão é desejável, mas ainda não é possível saber com precisão qual foi seu impacto", afirma Gabriel Mario Rodrigues, reitor da Anhembi Morumbi e presidente da Abmes, associação que reúne mantenedores de instituições privadas.No Enade, exame que substituiu o Provão a partir de 2004, a média de todos os cursos avaliados nas cinco maiores instituições varia de 2,6 a 3,2. Os conceitos do Enade vão de 1 a 5.
FONTE: Hoje em Dia, 28/01/2008.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...